Após reunião golpista de Bolsonaro com embaixadores, oposição aciona STF por crime contra o Estado Democrático de Direito

Oposição pede que o Supremo investigue Jair Bolsonaro por uma série de crimes. Na segunda-feira, ele convocou embaixadores para disseminar desinformação sobre o sistema eleitoral

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Ricardo Moraes | REUTERS/Adriano Machado)


247 - A oposição protocolou nesta terça-feira (19) no Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido para que Jair Bolsonaro (PL) seja investigado por uma série de crimes, dentre eles atentar contra o Estado Democrático de Direito.

O pedido foi motivado pela reunião com embaixadores convocada por Bolsonaro na segunda-feira (18). Ele usou o evento para mentir sobre as urnas eletrônicas e o sistema eleitoral brasileiro.

A oposição também pede que seja apurada a incitação das Forças Armadas por parte de Bolsonaro contra o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e que a Corte Eleitoral e o Ministério Público Eleitoral (MPE) investiguem o chefe do Executivo por crime eleitoral, propaganda eleitoral antecipada e abuso do poder político e econômico. 

Além disso, foi requerida uma apuração de possível prática de improbidade administrativa e ressarcimento aos cofres públicos.

Confira a íntegra da petição:

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email