Bolsonaro admite que "no tempo de Lula a carne era mais barata"

Jair Bolsonaro admitiu que a vida do povo era melhor no tempo de Lula, mas culpou a pandemia

www.brasil247.com -
(Foto: Stuckert | Marcos Corrêa/PR)


247 - Jair Bolsonaro (PL) admitiu que “a carne era mais barata” nos governos do ex-presidente Lula (PT), durante transmissão nas redes sociais nesta sexta-feira, 18. Ele se justificou pelo alto preço da carne atualmente diante da pandemia da Covid-19 e outros fatores. No entanto, o preço da carne vem subindo desde o golpe de 2016.

"'Ah, no tempo do Lula você comprava carne mais barata'. Comprava sim, só que ele não enfrentou uma pandemia, não enfrentou endividamento de R$ 700 bilhões. Não enfrentou uma situação de emprego terrível no Brasil, pelo menos 40 milhões de pessoas viviam na informalidade. Não tinham carteira assinada", disse Bolsonaro. "'Ah, com o Lula era melhor'. Ele não enfrentou uma pandemia que eu enfrentei", justificou.

Nesta sexta, Bolsonaro também acusou Lula de fazer o que ele faz, afirmando que o ex-presidente tem ganhado apoio porque já teria negociado a entrega dos comandos de ministérios e estatais do país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email