Bolsonaro culpa “indígena e caboclo” por desmatamento na Amazônia e critica imprensa por repercussão ambiental negativa

Enquanto o Brasil se desmoraliza cada vez mais no exterior por causa do desmatamento, Jair Bolsonaro minimizou o problema, ao dizer que a Amazônia, por ser úmida, "não pega fogo". "Pega fogo ali na periferia. E a maioria é o indígena, é o caboclo", disse em live

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Enquanto o Brasil se desmoraliza cada vez mais no exterior por causa do desmatamento, Jair Bolsonaro minimizou a devastação da Amazônia e voltou a culpar os indígenas pelas queimadas. "É mentira isso aí. A floresta nossa é úmida. Não pega fogo", afirmou em live nesta quinta-feira (16). "Pega fogo ali na periferia. E a maioria é o indígena, é o caboclo", acrescentou. 

Na live, Bolsonaro também culpou a imprensa pela má repercussão da política ambiental do seu governo. Disse que "pessoas com influência na mídia" publicam sobre queimadas e desmatamento. 

Segundo ele, informações sobre queimadas são replicadas por jornais estrangeiros e "depois esse material é usado pela mesma mídia para atacar o governo aqui, como se fosse uma descoberta dos europeus". "Até impeachment pedem, tudo é motivo", acrescentou.

Bolsonaro também disse que o ministro Ricardo Salles continua na pasta do Meio Ambiente

Não é primeira vez que Bolsonaro culpa os índios pelo desmatamento. Uma de suas principais críticas aos povos tradicionais ocorre em pleno discurso na ONU, em setembro do ano passado. 

Ao falar sobre a Amazônia, ele atacou "países com espírito colonialista", em referência às críticas de nações europeias, e colocou a culpa nos índios pelas queimadas. "Clima seco favorece queimadas. Existem queimadas praticadas por índios", complementou.

"A visão de um líder indígena não representa a visão de todos os índios brasileiros. Algumas pessoas de dentro e de fora apoiada por ONGs querem nossos índios como homens das cavernas", continuou.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247