Bolsonaro duvida de tortura contra Dilma Rousseff e demais vítimas da ditadura militar

"Os caras se vitimizam o tempo todo", falou Jair Bolsonaro a apoiadores. Ele também questionou uma agressão sofrida por Dilma Rousseff na mandíbula. “Tragam o raio-x para a gente ver o calo ósseo. E eu não sou médico, hein? Até hoje estou aguardando o raio-x”, disse, entre risos

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro e Dilma Rousseff
Jair Bolsonaro e Dilma Rousseff (Foto: Reuters | Ederson Casartelli/247)


247 - Em mais um atentado contra as vítimas da ditadura militar brasileira, Jair Bolsonaro duvidou nesta segunda-feira (28) de práticas de tortura cometidas pelo regime contra inimigos políticos.

Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada nesta segunda-feira (28), Bolsonaro citou o caso Celso Daniel, ex-prefeito petista de Santo André morto há 17 anos com 11 tiros. Em sua declaração, falou da ex-presidente Dilma, torturada na ditadura, inclusive por Ustra, figura tratada como herói por Bolsonaro. A ex-presidente foi indenizada em R$ 30 mil pelas atrocidades pelas quais passou

“O PT sempre falava de tortura de militar, né? ‘Oh, tortura, não sei o quê, perseguição’. Quando foi torturado e executado um cara deles, o PT não quis investigar. Os caras se vitimizam o tempo todo, fui perseguido”, falou Bolsonaro. Sobre Dilma, questionou, entre risos: "dizem que a Dilma foi torturada e fraturaram a mandíbula dela. Traz o raio-X para a gente ver o calo ósseo. Olha que eu não sou médico, mas até hoje estou aguardando o raio X".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em 2012, reportagens mostraram detalhes de sessões de tortura contra Dilma. “Minha arcada girou para o lado, me causando problemas até hoje, problemas no osso do suporte do dente. Me deram um soco e o dente se deslocou e apodreceu. […] Só mais tarde, quando voltei para São Paulo, o Albernaz (capitão Alberto Albernaz, do DOI-Codi de São Paulo) completou o serviço com um soco, arrancando o dente”, contou a ex-presidente em depoimento em 2001 ao Conselho Estadual de Direitos Humanos (Conedh-MG).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email