Bolsonaro nega segunda onda de Covid-19 e diz que "quem está pegando agora é quem estava em casa"

Jair Bolsonaro ainda se colocou contra uma nova quarentena, alegando que o processo é muito custoso para os cofres do Brasil

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa - PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após votar em Marcelo Crivella no Rio de Janeiro e pedir a volta do voto impresso, Jair Bolsonaro disse que não existe a “dita segunda onda” de Covid-19 e ficou contra uma nova quarentena no país. Segundo ele, “quem está pegando é quem estava em casa”.

“Eu falei que era uma curva e todo mundo ia acabar pegando algum dia, ou quase todo mundo. Quem está pegando agora, na dita segunda onda – não é segunda onda não – é quem estava em casa. Agora, se fechar tudo novamente, não sei como nós podemos reagir”, disse.

“Porque o auxílio emergencial, não foi dinheiro que estava no cofre. O total, com todas as despesas, foram mais de 700 bilhões de endividamento. O Brasil aguenta outra dessa? É igual você comprar fiado no botequim, na cantina, na mercearia. Chega uma hora que o cara fala: ‘não vou vender mais fiado para você, porque não vai poder pagar’. Vê o que vai acontecer com os juros a longo prazo, vai aumentar assustadoramente”, afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247