Bolsonaro ataca o Nordeste: educação na região forma "militantes e desinformados"

Em mais um ataque violento contra o Nordeste, Jair Bolsonaro disse hoje que na região a educação formaria "militantes e desinformados". O motivo do ataque é o fato de 8 dos 9 governadores nordestinos terem se recusado a aderir ao programa de colégios militares de seu governo

(Foto: Carolina Antunes - PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro voltou a atacar governadores do Nordeste e afirmou nesta segunda-feira (3) que, na região, a educação forma militantes e desinforma. Oito dos nove governadores nordestinos decidiram não aderir à iniciativa do Ministério da Educação (MEC) para a instalação de colégios militares na região. O único Estado nordestino que aderiu ao projeto de construir escolas militares foi o Ceará, que é governado pelo petista Camilo Santana.

"Se quiserem seguir formando militantes e desinformando, tudo bem", disse Bolsonaro durante o lançamento da pedra fundamental do Colégio Militar de São Paulo, no aeroporto Campo de Marte.

O ataque de Bolsonaro vem no mesmo dia em que o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou que o novo piso salarial para professores que trabalham 40 horas semanais nas escolas do Estado será de R$ 6.358,96, mais que o dobro do piso nacional (R$ 2.886,240).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email