Bolsonaro pode ter cometido três crimes ao não relatar à PF suspeitas de corrupção envolvendo Covaxin

Jair Bolsonaro pode ter cometido crimes de prevaricação, de condescendência com o crime e, até mesmo, de responsabilidade

www.brasil247.com -
(Foto: Marcos Corrêa/PR)


247 - Jair Bolsonaro pode ter cometido ao menos três crimes ao não relatar à Polícia Federal (PF) suspeitas de corrupção envolvendo a compra superfaturada da vacina indiana Covaxin pelo Ministério da Saúde

O chefe do Planalto pode ter cometido crimes de prevaricação, de condescendência com o crime e, até mesmo, de responsabilidade, ressaltou reportagem do Estado de S.Paulo.

Conforme denunciou o deputado Luis Miranda (DEM), ele e o irmão, Luís Ricardo Fernandes Miranda, que é servidor do Ministério da Saúde, alertaram Bolsonaro de possível ilegalidade no dia 20 de março.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email