Bolsonaro volta a subestimar a Covid-19 e fala em um 'pouco de exagero' nas medidas de combate à pandemia

Jair Bolsonaro voltou a pedir a reabertura da economia, mesmo na pandemia do coronavírus. Também disse que a OMS cometeu “equívocos”

(Foto: Isac Nóbrega - PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ainda na tentativa de amenizar os efeitos do coronavírus, Jair Bolsonaro voltou a defender nesta segunda-feira (22) a reabertura do comércio e disse que "talvez tenha havido um pouco de exagero" na maneira como a pandemia foi tratada. Segundo ele, surgem novas informações no "mundo todo". Também disse que a Organização Mundial de Saúde (OMS) cometeu equívocos.

"A gente apela aqui aos senhores governadores e prefeitos que obviamente com responsabilidade comecem a abrir o comércio. Porque novas informações vêm do mundo todo, vêm da OMS, através dos seus equívocos, que talvez tenha havido um pouco de exagero no trato dessa questão lá atrás", afirmou Bolsonaro para o canal BandNews, após participar de um evento em Brasília.

Não é a primeira vez que ele subestima a Covid-19. Chegou a classificá-la como uma "gripezinha", em março, e perguntou "e daí?" ao ser questionado sobre os cinco mil mortos pela doença, em abril.

Bolsonaro voltou a dizer que o isolamento social deve ser relaxado para não prejudicar demais a economia. "Eu sempre falei. Vida e emprego, uma coisa está completamente atrelada à outra e não podemos, em alguns locais isolados daqui do Brasil, fazer com que o efeito colateral do tratamento da pandemia seja mais danoso que a própria pandemia", acrescentou. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247