'Brasil tem histórico de eleições justas e transparentes e EUA confiam em suas instituições', diz porta-voz após recado da CIA

"Brasileiros precisam ter confiança em seu sistema eleitoral", destacou o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, após recado da CIA ao governo Bolsonaro

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução | ABr)


247 - O porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos, Ned Price, ao ser questionado sobre a orientação que a CIA deu a Jair Bolsonaro (PL) para que não atacasse o processo eleitoral, afirmou que os brasileiros “precisam ter confiança em seu sistema eleitoral”.

“Nos engajamos com os nossos parceiros brasileiros [...] Nossa conclusão tem sido que, assim como os Estados Unidos, o Brasil é uma democracia forte e ambos temos o compromisso de garantir nossas democracias decididas pelo povo”, destacou o norte-americano.

“Temos muita confiança nas instituições democráticas do Brasil. O Brasil tem um forte histórico de eleições livres e justas com transparência e altos níveis de participação eleitoral. E é importante que os brasileiros, enquanto aguardam ansiosamente as eleições deste ano, tenham confiança em seu sistema eleitoral”, afirmou. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo Price, é importante mostrar “que o Brasil está novamente em posição de demonstrar ao mundo, através dessas eleições, a força duradoura da democracia brasileira”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Departamento de Estado dos EUA, do qual Ned Price é porta-voz, participou ativamente do golpe de 2016 no Brasil, assim como outras instituições norte-americanas (FBI, Ministério da Justiça, etc.), apoiando o ex-juiz parcial Sergio Moro em sua jornada contra o PT e o ex-presidente Lula.

A subsecretária de Assuntos Políticos do Departamento de Estado norte-americano, Victoria Nuland, que recentemente visitou o Brasil, disse ter confiança no sistema de votação brasileiro. A secretária ficou famosa quando, após participar das manifestações na Praça Maidan que levaram ao golpe da Ucrânia em 2014, vazou um áudio seu no qual ela admitia a participação dos EUA no golpe e mandava a União Europeia “se foder”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email