Caminhoneiros desmentem Sérgio Reis e ameaça de golpe: "não representa nem os artistas, quanto mais os caminhoneiros"

Principais lideranças da categoria desmentiram o cantor Sérgio Reis e enfatizaram que não há nenhuma mobilização em apoio a Jair Bolsonaro ou alguma ação de golpe para acabar com o STF. Bolsonarista promete um golpe no país no próximo dia 7 de setembro, em conjunto com os caminhoneiros

Sérgio Reis
Sérgio Reis (Foto: DIVULGAÇÃO)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A afirmação do cantor Sérgio Reis de que está organizando uma manifestação de caminhoneiros para o dia 7 de setembro em apoio a Jair Bolsonaro foi desmentida pelas principais lideranças da categoria, segundo informou o jornalista Chico Alves, no portal UOL

 "A gente desconhece as pessoas que estão ao lado dele", diz Plinio Dias, presidente do Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Carga (CNTRC).

"Sérgio Reis não representa nem os artistas, quanto mais os caminhoneiros", acrescentou. 

PUBLICIDADE

Segundo Dias, a preocupação dos líderes da categoria é com as melhorias de condições de trabalho e não com pautas políticas. Ele contou que houve reunião na noite de ontem no Porto de Santos com a participação nove lideranças nacionais para tratar da situação dos motoristas autônomos e todos os presentes foram contrários ao ato do dia 7 de setembro

"Ninguém conhece esse tal de Zé Trovâo e esse tal de Chicão Caminheiro, que aparecem nos áudios de WhatsApp convocando para a manifestação", afirma o presidente do CNTRC. "Os caminhões que vão participar são bancados pelo agronegócio".

Mesmo representantes da categoria que já apoiaram Bolsonaro desmentem que os caminhoneiros vão participar de manifestações nesse dia. É o caso de Wallace Landim, o Chorão, presidente da Associação Brasileira dos Condutores de VeículosAutomotores (Abrava). "Não nos envolvemos com política, nem a favor de governo ou contra governo, nem a favor do STF ou contra o STF", diz ele. "Quero deixar claro que não participamos disso".

PUBLICIDADE

Saiba mais 

Um áudio atribuído ao cantor  Sérgio Reis mostra o bolsonarista ameaçando um golpe no país no dia 7 de setembro e dizendo também que é financiado para poder colocar em prática a ação antidemocrática.

Na gravação,  que viralizou nas redes neste domingo (15), Reis ainda diz que se o Senado não acatar os pedidos “populares” de impeachment contra os ministros do STF, eles irão "quebrar tudo”.

Apesar do apelo do bolsonarista, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), não dará andamento aos pedidos de impeachment prometidos por Jair Bolsonaro contra os ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email