Em meio à escalada de violência, Bolsonaro cita Bíblia para insuflar caos no Brasil: "comprem armas"

"Comprem suas armas. Comprem suas armas. Isso também está na Bíblia, lá no Pedrão. Vendam suas capas e comprem espadas", disse Bolsonaro durante evento com ruralistas

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters)


247 - Jair Bolsonaro (PL) voltou a demonstrar desprezo pelo aumento da violência política no Brasil e estimulou a compra de armas por civis,  fazendo uso até mesmo de uma citação bíblica para tal. “Povo armado jamais será escravizado. Comprem suas armas. Comprem suas armas. Isso também está na Bíblia, lá no Pedrão. Vendam suas capas e comprem espadas”, disse o atual ocupante do Palácio do Planalto durante um evento promovido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) nesta quarta-feira (10), em Brasília.

De acordo com o jornal O Globo, Bolsonaro também usou uma outra passagem bíblica, do Evangelho de Lucas, para criticar os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). “Não somos cordeiros. Não queremos ser lobo também. Mas jamais queremos ser cordeiro de dois ou três”, disse. Embora não tenha citado nomes, a fala de Bolsonaro faz uma referência implícita aos ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin e Luís Roberto Barroso, vistos por ele como desafetos na Corte. 

>>> Registros de armas de fogo por civis crescem 320% em estados bolsonaristas

O afrouxamento das regras para a aquisição de armas de fogo por civis promovidas pelo governo Bolsonaro fez com que o número de armas em posse da população registrasse um aumento de 300%, chegando a 204,3 mil artefatos do gênero em 2021. Segundo dados da Polícia Federal, em 2018, antes de Bolsonaro chegar ao poder, havia apenas 51 mil armas registradas por civis. 

>> Estimulado por Bolsonaro, maior grupo armado do Brasil quer se tornar partido político

O número dos chamados CACs [caçadores, atiradores e colecionadores, uma das bases de apoio do atual governo] também triplicou no período e chega a 1,25 milhão de registros ativos. O número é maior que o efetivo das Polícias Militares e também das Forças Armadas.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email