Em nota, STF desmente fake news de Leda Nagle e alerta para checagem de informações

"O STF reitera o alerta para a importância da checagem de informações suspeitas, como forma de evitar a propagação de fake news com o nome de autoridades e membros da Suprema Corte", diz a Suprema Corte

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou nesta segunda-feira (19) uma nota em que desmente a informação falsa reproduzida pela jornalista Leda Nagle de que a Corte planejaria, em conjunto com o ex-presidente Lula, o assassinato de Jair Bolsonaro.

"O STF reitera o alerta para a importância da checagem de informações suspeitas, como forma de evitar a propagação de fake news com o nome de autoridades e membros da Suprema Corte", diz a Suprema Corte na nota. 

No vídeo que viralizou nas redes sociais, Leda Nagle leu um tweet supostamente atribuído ao diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, no qual o ele divulga a ‘informação’ de que integrantes do STF e o ex-presidente Lula armariam um plano para matar Bolsonaro. A conta atribuída a Maiurino, no entanto, é falsa. Após a repercussão, Leda Nagle pediu desculpas e disse que não houve tempo para conferir se a postagem era verdadeira.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email