Em novo recuo diante de governadores, Bolsonaro permite que estados definam critérios para restringir estradas

Portaria assinada pelo diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, transfere a órgãos de vigilância dos estados a competência para prever as condições técnicas para fechamento ou bloqueio de estradas

Jair Bolsonaro, Ministros e parlamentares durante, videoconferência com Governadores da região Nordeste.
Jair Bolsonaro, Ministros e parlamentares durante, videoconferência com Governadores da região Nordeste. (Foto: Isac Nóbrega/PR)

247 - Jair Bolsonaro deu mais uma demonstração de recuo na política de enfrentamento aos governadores em relação à pandemia do novo coronavírus. 

Após reuniões com gestores estaduais em que Bolsonaro reduziu o tom, elogiou o combate dos estados e anunciou liberação de recursos, ele recuou da decisão de que apenas a União poderia prever as situações para limitar a circulação em estradas.

Portaria assinada pelo diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, transfere a órgãos de vigilância dos estados a competência para prever as condições técnicas para fechamento ou bloqueio de estradas.

Segundo informação do jornal Folha de S. Paulo, ficou delegado aos órgãos estaduais fazer a recomendação técnica para "o estabelecimento de restrição excepcional e temporária por rodovias de locomoção interestadual e intermunicipal".

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247