Estudantes de faculdade onde Weintraub estudou pedem sua renúncia do ministério por inaptidão para o cargo

Centro Acadêmico Visconde de Cairu (CAVAC), da Faculdade de Economia e Administração (FEA-USP,) deverá ingressar, ainda nesta terça-feira (11), com um pedido de renúncia do ministro Abraham Weintraub "por sua inaptidão à condução do Ministério da Educação”. No ano passado uma assembleia dos estudantes já havia declarado Weintraub persona non grata. Weintraub é ex-aluno da instituição de ensino

Abraham Weintraub - Ministro da Educação
Abraham Weintraub - Ministro da Educação (Foto: Alessandro Dantas)

247 - O Centro Acadêmico Visconde de Cairu (CAVAC), da Faculdade de Economia e Administração (FEA-USP), deverá ingressar, ainda nesta terça-feira (11), com um pedido de renúncia do ministro Abraham Weintraub "por sua inaptidão à condução do Ministério da Educação”. Esta é a segunda ação do gênero movida por membros da instituição de ensino da qual Weintraub é ex-aluno.

Em maio do ano passado uma assembleia dos estudantes já havia declarado o ministro como persona non grata. Na nota de repúdio desta terça-feira, o Cavac relembra que Weintraub promoveu cortes nas verbas destinadas as universidades em 2019 e já afirmou que as instituições de ensino superior eram centros produtores de drogas sintéticas e que abrigavam plantações de maconha. Nesta terça-feira, ele compareceu a uma audiência no Senado para prestar esclarecimentos sobre o colapso no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

“Abraham Weintraub, enquanto ex-estudante da FEA-USP, nos decepciona duas vezes. A primeira, por todos os motivos acima mencionados e a segunda por desrespeitar a imagem e os ensinamentos de nossa Faculdade. Pedimos a imediata renúncia de Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub por sua inaptidão à condução do Ministério da Educação”, destaca a nota.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247