Ex-juiz condenado pelo STF, Moro se esquiva sobre o caso Lula: 'não tive interesse pessoal, nem acompanhei o julgamento'

Condenado pelo STF por parcialidade contra o ex-presidente Lula e, segundo o jornal Le Monde, tendo atuado a favor dos interesses dos EUA, Sérgio Moro preferiu se esquivar de comentários sobre a decisão da Corte que anulou as condenações do petista. "Eu não tive interesse pessoal nesse caso", disse

Sérgio Moro, condenado pelo STF, e o ex-presidente Lula
Sérgio Moro, condenado pelo STF, e o ex-presidente Lula (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-juiz Sérgio Moro, condenado pelo Supremo Tribunal Federal por parcialidade, por ter perseguido o ex-presidente Lula e atuado a favor de interesses dos Estados Unidos, segundo apontou reportagem do Le Monde, evitou comentar sobre a decisão da Corte, que, nessa quinta-feira (15), anulou as condenações do petista.  

"Eu particularmente tenho a consciência tranquila do trabalho que foi realizado", disse. "Eu não tive interesse pessoal nesse caso, nem estava acompanhando o julgamento", acrescentou ele, que, durante o julgamento no STF, estava participando de uma live com o grupo Alma Premium, formado por vários empresários do País.

O ex-juiz condenou Lula sem provas no processo do tríplex em Guarujá (SP) e emitiu a ordem de prisão sem o esgotamento de todos os recursos judiciais. 

Moro também recebeu o convite da equipe de Jair Bolsonaro ainda na campanha eleitoral e liberou a delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci a menos de uma semana do primeiro turno da eleição, para prejudicar a candidatura de Fernando Haddad (PT). 

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email