General Heleno agride Flávio Dino, apontado como um dos melhores governadores do Brasil

Ministro do GSI disse que o Governador do Maranhão é “sonso”, “insensato” e “alienado” por ter atribuído as mortes por Covid-19 no Brasil a Jair Bolsonaro

(Foto: Montagem / Fórum)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), o general Augusto Heleno, atacou o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), chamando-o de “alienado e sonso”, e acabou sendo respondido pelo governador maranhense. O ataque do general foi feito em postagem no Twitter, onde responde postagem de Dino que credita Bolsonaro pelas mortes do coronavírus no Brasil.

“Sexta-feira, 03 Abr, Flávio Dino, Gov(?) do Maranhão, creditou ao Pres Bolsonaro os 300 óbitos do Covid 21. Sempre acreditei, pelo passado histórico, que comunistas são seres alienados, sonsos, insensíveis e insensatos. Atitudes como essa confirmam esse perfil”, disse Heleno.

O governador respondeu: “General, já são 432 mortos na porta do seu capitão. Tente ajudar. O Brasil está precisando. Não quero crer que o senhor seja alienado, sonso, insensível e insensato. Depois venha ao Maranhão e aí terei prazer de recebê-lo como Governador e conversaremos sobre ‘passado histórico'”. Veja.

O ataque de Augusto Heleno a Dino vai ao encontro da atitude tomada pelo vereador do Rio de Janeiro, o filho de Jair, Carlos Bolsonaro, que atacou o vice-presidente, general Hamilton Mourão e o governador maranhense de uma só tacada, afirmando que os dois conspiraram, em reunião, para derrubar o presidente.

Os ataques a Dino, entretanto, são sem cabimento. Augusto Heleno o chamou de “insensato”, “alienado” e “sonso”, porém, como lembra matéria do Vermelho, que utiliza-se de dados do G1, ele o Governador do Maranhão é o que mais cumpriu promessas de campanha de todos os mandantes estaduais.
 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email