Gilmar Mendes ironiza filiação de Moro e Dallagnol: "estão convertendo união estável em casamento”

Um dos principais críticos da Lava Jato na Suprema Corte, ministro Gilmar Mendes promete não deixar ataques ao STF sem resposta

www.brasil247.com - Gilmar Mendes, Sérgio Moro e Deltan Dallagnol
Gilmar Mendes, Sérgio Moro e Deltan Dallagnol (Foto: Agência Brasil)


247 - O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), comentou as filiações do ex-juiz suspeito Sérgio Moro e do ex-procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol ao Podemos. 

Em conversa com interlocutores, segundo a revista Veja, Gilmar ironizou o conluio formado entre Moro e Dallagnol para manipular processos da Lava Jato e perseguir o ex-presidente Lula. “Moro e o Deltan estão convertendo a união estável em casamento”, disse o ministro do STF, um dos mais críticos da Lava Jato na Suprema Corte. 

As descobertas da Vaza Jato e as revelações da operação Spoofing acabaram por levar o Supremo a anular condenações e investigações da Lava-Jato.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nesta sexta-feira, Deltan Dallagnol assinou sua ficha de filiação ao Podemos e atacou o STF, afirmando que a Corte "institucionalizou a impunidade dos corruptos no Brasil".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email