Gravação que desmoraliza Bolsonaro foi feita e divulgada por marqueteiro de Temer

Marqueteiro de Michel Temer, Elsinho Mouco, foi quem gravou e repassou ao empresário Paulo Marinho o vídeo em que o emedebista deu gargalhadas após o comediante André Marinho imitar Jair Bolsonaro no episódio da carta à nação

Elsinho Mouco, André Marinho, Temer, Nahas
Elsinho Mouco, André Marinho, Temer, Nahas (Foto: Divulgação | Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Marqueteiro de Michel Temer, Elsinho Mouco foi quem gravou e divulgou um vídeo em que o emedebista apareceu em um jantar com empresários e deu gargalhadas após o comediante André Marinho imitar Jair Bolsonaro durante o encontro, segundo o site Poder360. 

Filho do empresário Paulo Marinho, o humorista fez piada com o fato de Bolsonaro ter necessitado de ajuda de Temer para redigir uma nota, com recuo dos ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF). 

O marqueteiro de Temer tem atuado nos últimos dias para promover o assessorado. Divulgou gravações nas redes sociais, por exemplo, quando Temer entrou no jato da Presidência da República para ir a Brasília ajudar Bolsonaro na redação da nota

PUBLICIDADE

Após gravar o vídeo, Mouco passou a gravação para Paulo Marinho, que estava ao seu lado no jantar dessa segunda-feira (13). Marinho promoveu a divulgação generalizada para a mídia no final da noite, segundo a reportagem. O empresário é desafeto do clã presidencial e, mesmo enquanto suplente do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), disse em 2020 que o parlamentar soube com antecedência de uma operação da Polícia Federal em 2018 sobre o esquema de rachadinha. O empresário e a família Bolsonaro romperam relações.

Paulo Marinho era presidente do PSDB fluminense, mas deixou o cargo em junho deste ano para se dedicar à pré-campanha do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), à presidência da República.

PUBLICIDADE

O encontro

Além de Temer, André Marinho e o seu pai, estiveram presentes no jantar o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, o empresário Naji Nahas, o presidente do Grupo Bandeirantes, Johnny Saad, o apresentador Roberto D’Ávila, que é diretor da GloboNews, e o editorialista do jornal O Estado de S.Paulo Antonio Carlos Pereira. A reunião contou, ainda, com o cirurgião do hospital Sírio-Libanês Raul Cutait; o advogado José Yunes, entre outros. 

Teor da piada

Ao fazer a imitação, André Marinho disse: "no tocante ao presidente, eu tenho que agradecer você demais, porque tu salvou o careca de levar minha hemorróida, pô". Passando-se por Bolsonaro, o comediante fez referência ao ministro do STF Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news.

PUBLICIDADE

No mês passado, o magistrado decidiu incluir Bolsonaro no âmbito das investigações sobre um esquema de financiamento e propagação de notícias falsas. 

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email