Indígenas foram os primeiros a encontrar pistas de Bruno Pereira e Dom Phillips

Grupos nativos encontraram blusa atribuída a Bruno Pereira com manchas de sangue entre domingo e segunda-feira

www.brasil247.com - Dom Philips e Bruno Araújo Pereira
Dom Philips e Bruno Araújo Pereira (Foto: Reprodução)


247 - Grupos indígenas tiveram fundamental participação nas buscas por pistas envolvendo o desaparecimento dos corpos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Philips, mostra reportagem do veículo britânico Channel 4.

O correspondente da América Latina do canal, Guillermo Galdos, acompanhou por três dias as buscas de mais de 20 voluntários nativos, de quatro comunidades indígenas diferentes da região do Vale do Javari, até que fosse encontrada uma blusa com manchas de sangue boiando em um rio da região. Segundo os envolvidos nas procuras, que eram próximos de Bruno, ela pertencia ao indigenista.

Até aquele momento, as buscas dos voluntários já duravam oito dias. “A gente não vai desistir. Até achar alguma coisa, vamos continuar na busca ativa, porque o Bruno era gente querida, ele queria nos defender e nos ensinar a cuidar do território. Mas ele sumiu. Por isso, a gente tem que encontrar”, havia dito Binin, líder da comunidade indígena Matis.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Binin também denunciou o aumento da violência na região do Vale do Javari. Há três meses, havia uma base policial peruana, mas ela foi atacada, queimada e suas armas foram roubadas por criminosos. “É triste ver isso, nossa região tá chegando criminosos, a gente fica com medo de atacarem a gente. Nessa região do Vale do Javari tem narcotráfico, estão plantando muita coca.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mesmo com os incansáveis esforços das comunidades nativas da região para auxiliar nas buscas por Bruno e Dom, não houve reconhecimento durante a coletiva de imprensa para divulgar a localização dos corpos. Nenhum indígena esteve presente, apenas agentes policiais e autoridades.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email