Insulto a Moraes no Clube Pinheiros vira inquérito sigiloso

Alexandre de Moraes, do STF, é sócio e frequentador assíduo do Pinheiros e mora bem próximo ao clube. No entanto, não estava no estabelecimento na noite em que teria sido insultado

(Foto: Nelson Jr/STF)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A Polícia Civil de São Paulo abriu inquérito sigiloso para investigar o caso de um agente publicitário levado para a delegacia sob a suspeita de ter insultado o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, no Clube Pinheiros, no início deste mês. A informação é da Folha de S.Paulo.

Alexandre de Moraes é sócio e frequentador assíduo do Pinheiros e mora bem próximo ao clube. No entanto, não estava no estabelecimento na noite em que teria sido insultado.

O boletim de ocorrência foi registrado por um policial militar, integrante da escolta pessoal do ministro, que foi avisado por dois vigilantes particulares do edifício de Moraes que escutaram xingamentos ao magistrado vindos de dentro do clube.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email