CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Juíza suspende pagamento de R$ 581 mil a Domingos Brazão por férias acumuladas

Os irmãos Domingos e Chiquinho Brazão são acusados de mandar matar a vereadora Marielle Franco (Psol-RJ)

Domingos Brazão (Foto: Reprodução)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A 2ª Vara de Fazenda Pública da Comarca da Capital do Tribunal de Justiça do Rio determinou que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) suspendesse os efeitos da decisão de pagar R$581 mil em férias acumuladas ao conselheiro Domingos Brazão, suspeito de mandar executar a vereadora Marielle Franco (Psol-RJ).

O pedido para a suspensão do pagamento foi feito pelo deputado federal Tarcísio Motta (Psol-RJ). O parlamentar apresentou uma ação popular argumentando que Brazão não poderia receber o valor porque estava afastado das atividades pelo Superior Tribunal de Justiça, devido a suspeitas de fraude e corrupção, durante os 400 dias em que teria acumulado as férias.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A juíza Georgia Vasconcellos concedeu o prazo de 24 horas para que o presidente do TCE-RJ, Rodrigo Melo do Nascimento, cumpra a decisão judicial. (Com informações de CartaCapital).

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO