"Lula é o nosso caso Dreyfus", diz jurista Pedro Serrano

De acordo com o especialista, enquanto a perseguição política contra o ex-presidente Lula não for reconhecida, “esse país não restabelece a sua dignidade democrática. Nós não podemos descansar enquanto isso não for reconhecido pela Justiça brasileira”. Assista

Pedro Serrano e Lula
Pedro Serrano e Lula (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jurista Pedro Serrano comparou na TV 247 a perseguição política sofrida pelo ex-presidente Lula no Brasil com o emblemático caso de Alfred Dreyfus na França. Para ele, Lula teve seus direitos violados e a democracia brasileira sofreu um duro golpe diante da eleição fraudada de 2018.

O caso do capitão Dreyfus foi um grande conflito que ocorreu na França ao final do século XIX, que dividiu a população local por 12 anos entre apoiadores do capitão e contrários a ele. 

De acordo com Serrano, é urgente que a população brasileira, e principalmente a Justiça, reconheça as violações políticas contra Lula. “O Lula é o nosso caso Dreyfus. Enquanto nós não conseguirmos que a Justiça reconheça que houve uma grave violação aos direitos do Lula e que isso implicou em uma intervenção absolutamente indevida na nossa democracia porque não se conferiu ao PT o direito de escolher o candidato que ele quisesse, porque não se conferiu ao PT a possibilidade de escolher Lula como candidato, porque ele poderia ser candidato naquela eleição. Portanto, 2018 não foi uma eleição livre e isso os homens de bem desse país têm que reconhecer como uma medida de honestidade intelectual. Enquanto isso não for reconhecido, esse país não restabelece a sua dignidade democrática e sua dignidade humanista. Quem é homem e mulher digna neste país tem que reconhecer esse fator, e nós não podemos descansar enquanto isso não for reconhecido pela Justiça brasileira”, afirmou.

Sobre o julgamento no STF, o jurista afirmou que foi o “primeiro passo para restabelecer a dignidade democrática constitucional do Brasil” após a Lava Jato, que foi um “processo de fraude”.

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email