Maia diz que em breve Bolsonaro não terá mais desculpa para crise: “Agora é contigo, amigo”

Aliados do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), afirmam que o Congresso pretende aprovar a reforma da Previdência para pôr fim à “desculpa” dada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, para justificar a crise econômica e política

(Foto: Câmara | PR)

247 - Aliados do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), afirmam que o Congresso Nacional pretende aprovar a reforma da Previdência para pôr fim à “desculpa” dada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, para justificar a crise econômica e política. A informação é da coluna Painel, da jornalista Daniela Lima, na Folha de S.Paulo desta sexta-feira (28).

“Quando passar, acabou a desculpa: ‘Agora é contigo, amigo’”, diz Maia, segundo interlocutores, sinalizando que vai devolver a Bolsonaro a pressão colocada sobre o congresso.

O deputado teria chamado para si a responsabilidade de aprovação da reforma e teria confirmado isso em reunião com agentes do sistema financeiro vinculados ao Credit Suisse nesta quinta-feira (27). “Vou colocar a reforma em votação até 18 de julho. Se os partidos vão estar prontos, é outra coisa”, disse.

De acordo com dados do IBGE, divulgados nesta sexta-feira (28), desemprego no Brasil chegou a 12,3%, em média, no trimestre encerrado em maio. São 13 milhões de desempregados. O total de pessoas subutilizadas, 28,5 milhões, é considerado recorde da série histórica iniciada em 2012 e representa alta de 2,7% sobre o trimestre anterior (veja aqui).

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247