CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Militares descartam golpe após vitória de Lula e isolam Bolsonaro

Não há na caserna qualquer tipo de ameaça ou cogitação de resistência à eleição de Lula

Imagem Thumbnail
(Foto: Ricardo Stuckert | ABr)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A vitória do presidente eleito Lula (PT) gerou frustração e temor entre oficiais das Forças Armadas, que discutiram seus rumos no novo governo. Apesar disso, não houve qualquer tipo de ameaça e cogitação de resistência ou intervenção militar para a defesa de Jair Bolsonaro (PL), informa a colunista Malu Gaspar do jornal O Globo.

"Os generais de quatro estrelas estão 'sentados' na Constituição"; "O clima é de absoluta normalidade. Vida que segue", afirmaram diferentes interlocutores dos integrantes do Alto Comando do Exército.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Integrantes hierarquicamente abaixo do generalato, no entanto, ficaram frustrados com o que julgaram ser "ignorância do povo", que não teria entendido "o que estava em jogo" na eleição, de acordo com a colunista. O temor dos militares é por uma suposta desestruturação das Forças Armadas "por meio da intervenção nas escolas de formação e na promoção de oficiais."

Apesar de tal sentimento, Lula jamais explicitou em seu plano de governo ou sinalizou que desestruturaria as Forças Armadas. E a relativa tensão entre as baixas patentes não será suficiente para atrapalhar a transição do governo com as Forças Armadas, cujos comandantes já avisaram às tropas que não alimentarão qualquer golpismo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:  

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO