Ministro da Defesa foi demitido por Bolsonaro, e não pediu para sair, dizem fontes do ministério

Apesar de Fernando Azevedo e Silva, em nota, não ter deixado claro de quem partiu a iniciativa para a troca no comando da pasta, apuração da jornalista Andréia Sadi dá conta de que a decisão foi de Bolsonaro

Jair Bolsonaro e o ministro da Defesa, Fernando Azevedo
Jair Bolsonaro e o ministro da Defesa, Fernando Azevedo (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Ainda que o ex-ministro da Defesa Fernando Azevedo e Silva tenha publicado nota nesta segunda-feira (29) anunciando sua saída do governo, não ficou claro quais foram os motivos para a troca no ministério e nem de quem partiu a iniciativa.

Segundo a jornalista Andréia Sadi, do G1, a decisão foi de Jair Bolsonaro, que quer fazer um rearranjo ministerial.

Aliados afirmam que outro militar pode assumir o cargo, talvez um ministro palaciano.

PUBLICIDADE

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email