Depois de Ernesto Araújo, ministro da Defesa deixa o governo

Fernando Azevedo e Silva publicou nota nesta segunda-feira confirmando a saída, mas não explicou o motivo. Em nota assinada pelo agora ex-ministro, não fica claro de quem partiu a iniciativa de troca no comando do ministério

Ministério da Defesa disse que o golpe de 1964 foi um "marco" para a democracia brasileira
Ministério da Defesa disse que o golpe de 1964 foi um "marco" para a democracia brasileira (Foto: Marcello Casal Jr - Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Horas depois de o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, pedir demissão nesta segunda-feira (29), o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, também anunciou estar deixando o governo Jair Bolsonaro.

Azevedo e Silva publicou nota informando sua decisão, mas não explicou o motivo.

No texto, assinado pelo agora ex-ministro, não fica claro se partiu de Azevedo e Silva a iniciativa de deixar o cargo ou se foi Jair Bolsonaro quem o demitiu. 

De acordo com as jornalistas Renata Agostini, da CNN Brasil, e Andréia Sadi, da Globo, foi Bolsonaro quem pediu o cargo, segundo fontes do ministério.

Leia na íntegra: 

Nota Oficial

Brasília, 29 de março de 2021

Agradeço ao Presidente da República, a quem dediquei total lealdade ao longo desses mais de dois anos, a oportunidade de ter servido ao País, como Ministro de Estado da Defesa.

Nesse período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado.

O meu reconhecimento e gratidão aos Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, e suas respectivas forças, que nunca mediram esforços para atender às necessidades e emergências da população brasileira.

Saio na certeza da missão cumprida.

Fernando Azevedo e Silva

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email