Moro recebe R$ 750 mil para emitir três pareceres, um deles contra a Vale

Nas redes, deputado petista critica e diz que Lava-jato serviu para "encher os bolsos de dinheiro" de Moro e Dallagnol

Sérgio Moro
Sérgio Moro (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O ex-juiz e ex-Ministro da Justiça do governo Bolsonaro, Sergio Moro, que estava em quarentena até outubro, voltou à ativa como advogado e já realizou alguns trabalhos de consultoria.

De acordo com a coluna Radar, do jornalista Lauro Jardim, um desse trabalhos foi um parecer contra a Vale sobre fraude financeira que envolve a empresa. Além desse trabalho, Moro realizou mais e, pelos três, recebeu o montante de R$ 750 mil.

A divulgação da quantia recebida pelos pareceres gerou reações, uma delas foi do deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP). Nas redes, o parlamentar voltou a acusar o ex-juiz de parcialidade no caso contra o ex-presidente Lula e afirmou que, tanto Sergio Moro quanto Deltan Dallagnol, usaram a operação Lava-jato para ganhar dinheiro e eleger Bolsonaro.

Continue lendo na Fórum

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247