Mourão tira Salles do Fundo Amazônia, mas imagem negativa é obstáculo para volta do fundo

O vice-presidente, Hamilton Mourão, retirou o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, da presidência do comitê orientador do Fundo Amazônia. Imagem negativa de Salles aumentou após a divulgação de um vídeo sobre uma reunião ministerial em que ele revela o desejo de aproveitar o enfoque da imprensa na cobertura do coronavírus para avançar no desmatamento

www.brasil247.com - Hamilton Mourão e Ricardo Salles
Hamilton Mourão e Ricardo Salles (Foto: Alan Santos/PR | Carolina Antunes/PR)


247 - O vice-presidente, Hamilton Mourão, retirou o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, da presidência do comitê orientador do Fundo Amazônia. O próprio general é quem assumirá o cargo. O objetivo é reativar as doações da Alemanha e da Noruega para ações ambientais no Brasil.  

O militar foi designado por Jair Bolsonaro para presidir o Conselho da Amazônia e se reuniu nesta quinta-feira (28) com os embaixadores dos dois países europeus. De acordo com o vice, o fundo será recriado por decreto. 

"Convocamos os dois embaixadores, mais o presidente do BNDES [Gustavo Montezano], que é a parte técnica, para apresentar a nossa nova visão da governança do fundo. E a constituição do comitê do Fundo Amazônia, que passa a ser presidido por mim também", disse Mourão, após o encontro com Nils Gunneng (Noruega) e Georg Witschel (Alemanha).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A imagem de Salles já não era das melhores com o aumento do desmatamento no Brasil, mas ficou mais negativa com a divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, em que o ministro revela o desejo de aproveitar o "momento de tranquilidade no aspecto de cobertura de imprensa, porque só fala de Covid, e ir passando a boiada e mudando todo o regramento e simplificando normas".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email