Nabor Bulhões, que atuou na defesa de Collor e Marcelo Odebrecht, recusa assumir caso de Flávio Bolsonaro

Convite ao advogado criminalista Nabor Bulhões teria sido reforçado pela família Bolsonaro após Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), ser preso na semana passada

Nabor Bulhões
Nabor Bulhões (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O advogado criminalista Nabor Bulhões, que já atuou na defesa do ex-presidente Fernando Collor e de Marcelo Odebrecht, ex-presidente da Odebrecht, recusou o convite para defender o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). O convite teria sido reforçado pela família Bolsonaro após a prisão de Fabrício Queiros, ex-PM e ex-assessor do paralamentar ser preso em São Paulo, na semana passada. 

Segundo reportagem do blog da jornalista Bela Megale, o advogado justiçou a recusa alegando que o processo de “rachadinha” a que o parlamentar responde tramita no Rio de Janeiro e que ele, morando em Brasília, não poderia acompanhar o caso. Bulhões também teria argumentado que está com agenda tomada por ações em tribunais superiores. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247