Novos áudios reforçam suspeita de que Joice Hasselmann tenha produzido fake news contra adversários

Deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) disse que houve "montagem" dos áudios divulgados por reportagem da TV Record. Segundo ela, os diálogos usados na reportagem tratam de orientações “triviais” à sua equipe de comunicação

www.brasil247.com - A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann, fala à imprensa no Palácio do Planalto.
A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann, fala à imprensa no Palácio do Planalto. (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Reportagem da TV Record divulgou áudios que reforçam a suspeita de que a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) teria utilizado funcionários de seu gabinete para produzir fake news e montagens contra adversários políticos. 

Joice nega as suspeitas e afirma que os diálogos usados na reportagem tratam de orientações “triviais” à sua equipe  de comunicação. "Houve ali uma montagem de conversas de quem eu não sei de quem são”, disse a parlamentar nesta quarta-feira (10) durante uma sessão na Câmara dos Deputados. 

“Com áudios meus em que eu oriento edições para a minha equipe de comunicação, algo absolutamente trivial e corriqueiro. Edições de vídeo da minha equipe de comunicação enquanto o Gabinete do ódio vinha com toda força para cima de mim. Não há ilegalidade, não há imoralidade”, completou Joice . 

PUBLICIDADE

A reportagem foi utilizada pela deputada Carla Zambelli (PSL-SP), que de aliada se tornou desafeto de Joice. As duas parlamentares vêm se acusando mutuamente sobre a produção e o uso de fake news nas redes sociais. 

“NOVAS PROVAS CONTRA JOICE! O Jornal da Record traz NOVAS PROVAS de que a Joice Hasselmann mantinha, com dinheiro público, um gabinete do ódio para atacar seus desafetos de forma anônima, INCLUSIVE CONTRA MIM!”, postou Zambelli em sua página no Facebook. 

PUBLICIDADE

Confia a postagem de Carla Zambelli sobre o assunto.

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email