Padre Júlio Lancellotti: "é preciso quebrar as patentes das vacinas" (vídeo)

“Lutar pela dignidade da vida, o auxílio emergencial, a renda básica para todos os trabalhadores e trabalhadoras, principalmente os desempregados, as mulheres e crianças, os idosos e toda população de rua”, argumentou o padre Júlio Lancellotti em ato do 1º de Maio

Padre Julio Lancellotti
Padre Julio Lancellotti (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em ato da esquerda no 1º de Maio, no sábado, na Praça da Sé, em São Paulo, o padre Júlio Lancellotti defendeu a necessidade de quebrar as patentes das vacinas contra a Covid-19. Em sua fala, ele saudou “a luta pela vida, pela dignidade dos trabalhadores e das trabalhadoras”.

“E que nós todos de diversos grupos possamos nos reunir e estar junto para que possamos lutar juntos com esperança, com força e com coragem neste momento de luto dos trabalhadores e das trabalhadoras”, reforçou.

“Lutar pela quebra da patente das vacinas é um direito do povo; a dignidade da vida, o auxílio emergencial, a renda básica para todos os trabalhadores e trabalhadoras, principalmente os desempregados, as mulheres e crianças, os idosos e toda população de rua, que é cada vez maior em todas as cidades brasileiras, contra o desemprego, contra a opressão, contra a tirania, pela vida, pela dignidade e pela força de coragem, lutemos então”, afirmou.

O ato foi convocado pelo Partido da Causa Operária (PCO) e reuniu militantes do PT, do movimento estudantil, do Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM), da Frente Nacional de Luta (FNL) - que luta por reforma agrária -, da Central dos Movimentos Populares (CMP), entre outras organizações sociais e partidos políticos.

Também participaram da manifestação diversos moradores de rua, pelos quais o padre Júlio Lancellotti tem histórico de luta por seus direitos.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email