Pazuello diz que Brasil está preparado, mas não dá data para vacinação

Em pronunciamento, Ministro da Saúde diz que estados e municípios têm seringas e agulhas suficientes para 2021 e que em breve o País até exportará doses de vacina contra a Covid-19

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse em pronunciamento na noite desta quarta-feira (6) que o Brasil está preparado para a vacinação contra a Covid-19, mas não deu a data de início da vacinação.

Segundo ele, o País tem asseguradas 354 milhões de doses, sendo 254 milhões da vacina de Oxford (Fiocruz) e 100 milhões da Coronavac (Butantan), além de estar em processo de negociação com outros laboratórios.

E tem ainda, de acordo com o ministro, 60 milhões de seringas e agulhas nos estados e municípios, números suficientes para começar a imunização em janeiro. Há garantia da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) de que receberemos mais 8 milhões de seringas e agulhas em fevereiro”, completou.

Pazuello celebrou o fato de o Brasil ser “o único país da América Latina que tem 3 laboratórios produzindo vacinas” e disse que “seremos em breve exportadores”.

Nesta quarta, após declaração de Jair Bolsonaro de que temos vacinas suficientes para imunizar os brasileiros, motivo pelo qual ele suspendeu a compra desses itens por conta do preço, prefeitos desmentiram a informação e disseram que os estoques são para aplicar as vacinas atuais.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email