Polícia Federal não tem registro de qualquer inquérito sobre compra da Covaxin

De acordo com o deputado Luis Miranda, Jair Bolsonaro teria se comprometido a acionar a corporação para investigar a denúncia envolvendo a compra superfaturada da vacina indiana

(Foto: Reprodução | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A Polícia Federal não encontrou registro de nenhum inquérito aberto sobre o contrato suspeito envolvendo a compra da vacina indiana Covaxin.  De acordo com o deputado Luis Miranda (DEM-DF), as irregularidades foram levadas pessoalmente ao conhecimento de Jair Bolsonaro, que teria se comprometido a acionar a corporação para investigar a denúncia. A informação é da coluna Painel, da Folha de S. Paulo.

Nesta quarta-feira (23), o ex-diretor da PF Rolando Alexandre de Souza já havia afirmado que não se lembrava se Bolsonaro havia pedido uma investigação sobre o superfaturamento nos contratos para a compra de 20 milhões de doses do imunizante.

A CPI da Covid também acionou a direção da PF pedindo informações se Bolsonaro teria repassado o alerta sobre suspeitas de corrupção no contrato de aquisição da vacina, fabricada pela Bharat Biotech e representada no Brasil pela farmacêutica Precisa.

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email