Por unanimidade, CNJ afasta desembargador que humilhou guarda em Santos

O desembargador ficará afastado mas recebendo salário enquanto responde a um processo administrativo disciplinar

Desembargador Eduardo Siqueira
Desembargador Eduardo Siqueira (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu por unanimidade nesta terça-feira (25) afastar o desembargador Eduardo Siqueira de suas atividades no Tribunal de Justiça de São Paulo.

Siqueira, agora, responderá a um processo administrativo disciplinar. Apesar de afastado, o Eduardo Siqueira continuará recebendo salário durante o processo.

Eduardo Siqueira, em julho, humilhou um guarda municipal de Santos que o abordou por não estar usando máscara de proteção enquanto caminhava na praia, descumprindo determinações das autoridades locais. Siqueira chamou o guarda de "analfabeto" e rasgou e jogou a multa que havia recebido no chão.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247