Possibilidade de delação premiada de Milton Ribeiro acende luz de alerta no Planalto

Ex-ministro da Educação foi preso pela Polícia Federal na quarta-feira em meio a uma investigação que apura desvios e irregularidades na pasta

www.brasil247.com - Milton Ribeiro
Milton Ribeiro (Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil)


247 - Integrantes do governo Jair Bolsonaro (PL) temem que os novos depoimentos do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro ou dos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, aprofundem a crise política. De acordo com o jornalista Gerson Camarotti, do G1, a preocupação é que Ribeiro “comprometa o governo Bolsonaro ou, um cenário pior, que haja uma delação premiada do ex-ministro ou dos pastores”. O ex-ministro e os pastores foram presos pela Polícia Federal nesta quarta-feira (22) em meio a investigações sobre um esquema de corrupção envolvendo recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Eles tiveram sua soltura determinada nesta quinta-feira (23).

Segundo a reportagem, o primeiro sinal de alerta teria acontecido em março, quando Ribeiro deixou o comando do Ministério em função das denúncias do funcionamento de um “gabinete paralelo”, formado pelos pastores, que atuava na intermediação de verbas da pasta junto às prefeituras.

“Aliados do governo identificaram um tom de ameaça de Milton Ribeiro quando, em depoimento na sede Polícia Federal, em Brasília, ele confirmou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) lhe pediu para receber os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, acusados por prefeitos de cobrarem propina para intermediar a liberação de verbas do MEC”, ressalta Camarotti. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda segundo ele, “o depoimento à Polícia Federal foi recebido por aliados de Bolsonaro como um aviso do ex-ministro de que não aceitaria ser abandonado”. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email