Presidente racista da Fundação Palmares tira nome de Marina Silva da lista de personalidades negras do país

Presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, anunciou que excluiu o nome da ex-ministra Marina Silva da lista de Personalidades Negras da instituição. Em setembro, ele já havia excluído o nome da deputada federal Benedita da Silva da lista

Sérgio Camargo e Marina Silva
Sérgio Camargo e Marina Silva (Foto: Reprodução/Facebook | Wilson Dias/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, usou as redes sociais para anunciar que excluiu o nome da ex-ministra e ex-candidata à Presidência da República Marina Silva da lista de Personalidades Negras da instituição. A deputada federal Benedita da Silva (PT), que é candidata à prefeitura do Rio de Janeiro, foi retirada da lista de Personalidades Negras da Fundação Palmares no final de setembro. 

"Marina Silva foi excluída da lista de personalidades negras da Fundação Cultural Palmares. Marina não tem contribuição relevante para a população negra do Brasil. Disputar eleições não é mérito. O ambientalismo dela vem sendo questionado e não é o foco das ações da instituição", escreveu em sua conta no Twitter.

Camargo tem histórico de atacar o movimento negro e suas lideranças. Ele já chamou Zumbi dos Palmares de “filho da puta” e o movimento negro de “escória maldita”. Camargo também já defendeu o fim do feriado da Consciência Negra e afirmou afirmar que a escravidão foi "benéfica para os descendentes" de escravos no país.

sergio camargo marina

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email