Primo de Chico Mendes: 'Amazônia queima e Bolsonaro quer perdão? Vergonha'

Após Jair Bolsonaro afirmar que aceita negociar com o presidente francês, Emmanuel Macron, se o europeu pedir desculpas, Raimundo Mendes, primo do ex-ativista Chico Mendes, bateu duro no atual ocupante do Planalto: "Amazônia está queimando e o presidente quer pedido de perdão? Isso é vergonhoso", disse

(Brasília - DF, 09/08/2019) Cerimônia de cumprimentos aos Oficiais-Generais recém-promovidos. 
Foto: Alan Santos/PR
(Brasília - DF, 09/08/2019) Cerimônia de cumprimentos aos Oficiais-Generais recém-promovidos. Foto: Alan Santos/PR (Foto: ICMBio | PR)

247 - Após Jair Bolsonaro afirmar que aceita negociar com o presidente francês, Emmanuel Macron, se o europeu pedir desculpas, Raimundo Mendes, primo do ex-ativista ambiental Chico Mendes, bateu duro no atual ocupante do Planalto: "Amazônia está queimando e o presidente quer pedido de perdão? Isso é vergonhoso", disse. 

De acordo com Raimundo, Bolsonaro "quer chantagear todo mundo. Quer humilhar as pessoas". "Os cidadãos e cidadãs de bem que têm consciência do que estão fazendo não podem se abaixar. Tem que ir para cima. Isso é um absurdo", acrescentou ele ao jornal O Globo.

Bolsonaro disse que ainda pode discutir o recebimento pelo governo brasileiro de US$ 20 milhões (cerca de R$ 83 milhões) oferecidos pelo G7 para a Amazônia. Macron havia chamado ele chamado de “mentiroso”, e retirar declaração sobre a internacionalização da floresta amazônica.

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) havia alertado que a destruição em junho cresceu 88% e em julho 278% na comparação com iguais períodos de 2018. 

O desmatamento acelerado também pode trazer sérios prejuízos à economia com eventuais boicotes a produtos brasileiros. Questionado pelo Valor se "é questão de tempo que parem de comprar do Brasil", o presidente da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Marcello Brito, foi taxativo: "É questão de tempo".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247