PT irá à PGR contra Bolsonaro por crime de racismo

O anúncio foi feito pelo deputado Paulo Teixeira. "O presidente Bolsonaro, ao dizer que 'negros são pesados por arrouba' , comete crime de racismo", disse ele

www.brasil247.com - Paulo Teixeira e Jair Bolsonaro
Paulo Teixeira e Jair Bolsonaro (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados | Alan Santos/PR)


247 - O PT irá questionar Jair Bolsonaro na Procuradoria Geral da República (PGR) pelo crime de racismo, após o presidente voltar a afirmar que 'negros são pesados em arrobas'

O anúncio foi feito pelo deputado Paulo Texeira. "O presidente Bolsonaro, ao dizer que 'negros são pesados por arrouba' , comete crime de racismo. O PT através da presidenta @gleisi e eu iremos representá-lo na PGR", afirmou Teixeira. 


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A expressão racista de Bolsonaro foi usada durante conversa com apoiadores no Palácio do Alvorada. "Conseguiram te levantar, pô? Tu pesa o quê, mais de sete arrobas, não é?", disse ele. Na conversa com apoiadores, Bolsonaro  ri e ironiza o fato de ter sido alvo da Justiça por ter usado a expressão de cunho discriminatório. "Sabia que já fui processada por isso? Chamei um cara de 8 arrobas", afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Antes de assumir a Presidência, Bolsonaro foi denunciado pela Procuradoria e condenado pela Justiça de primeira instância por ter afirmado que visitou uma comunidade quilombola e que "o afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas" e que "nem para procriador ele serve mais". A acusação da PGR foi rejeitada pela Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) em 2018.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email