Santos Cruz diz que projeto de Bolsonaro é pessoal e anarquista e que Forças Armadas não irão apoiá-lo

“A gente percebe que é alguma coisa pessoal e muito anarquista também. Com clareza, você tem a destruição das instituições", disse o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro da Secretaria de Governo

(Foto: Marcos Corrêa/PR | Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O general Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro da Secretaria de Governo, afirmou que Jair Bolsonaro tem o “poder pessoal” como projeto de governo. Para ele, Bolsonaro está perturbando de forma deliberada o sistema de votação no Brasil para justificar uma intervenção das Forças Armadas, mas que estas não deverão embarcar no plano.

“A gente percebe que é alguma coisa pessoal e muito anarquista também. Com clareza, você tem a destruição das instituições. A Anvisa foi desmoralizada, o Ministério da Justiça, o Coaf foi desmoralizado”,  disse o militar em entrevista à jornalista Míriam Leitão na Globonews, que será levada ao ar nesta terça-feira (3). 

O general, que hoje está na reserva do Exército, disse que jamais viu um desgaste tão grande nas Forças Armadas. “Fiquei 47 anos no Exército, eu nunca vi as Forças Armadas sofrendo um desgaste tão grande como estão sofrendo agora, exatamente no governo do presidente Bolsonaro”, acrescentou. Para ele, o ex-capitão está criando uma anarquia no país. 

PUBLICIDADE

Por conta disso, Santos Cruz disse estar discutindo com alguns partidos visando disputar as eleições de 2022. O objetivo, segundo ele, seria defender as Forças Armadas do desgaste causado pela politização. 

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email