Sete ex-ministros de Bolsonaro enriqueceram no governo; patrimônios chegam a R$ 6 milhões

O maior caso de enriquecimento se deu com Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, que dobrou o patrimônio em relação a 2018: saltou de R$ 983,2 mil para R$ 1,984 milhão

www.brasil247.com - Rogério Marinho e Jair Bolsonaro
Rogério Marinho e Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)


247 - Quase metade dos ex-ministros de Jair Bolsonaro (PL) que estão disputando as eleições deste ano estão mais ricos em relação à ultima vez que concorreram - alguns em 2018 e outros em 2014 - demonstrando, em alguns casos, patrimônio até duas vezes maior. A informação é do jornal O Globo.

Dos 15 ex-ministros bolsonaristas que concorrerão em outubro, sete declararam aumento de patrimônio, enquanto dois dizem ter ficado "mais pobres" e os seis restantes estão concorrendo pela primeira vez na via eleitoral. O maior caso de enriquecimento se deu com Rogério Marinho (PL), ex-ministro do Desenvolvimento Regional e candidato ao senado no Rio Grande do Norte, que dobrou o patrimônio em relação a 2018: saltou de R$ 983,2 mil para R$ 1,984 milhão em bens.

O ex-ministro da Cidadania, João Roma (PL), atualmente se candidata ao goverrno da Bahia e teve um aumento de mais de R$ 1 milhão em bens desde a última eleição. Em 2018, seu patrimônio era de R$ 4,5 milhões e, atualmente, está na casa dos R$ 5,6 mi, incremento de 23,7%.

Marcelo Álvaro Antônio (PL-MG), pivô do caso do 'laranjal do PSL', teve aumento de R$ 773,1 mil para R$ 1,2 milhão (54,8%). Ele comandava a pasta do Turismo e concorreria ao senado por Minas Gerais, mas retirou a candidatura.

Confira a lista dos ex-ministros que enriqueceram durante o governo Bolsonaro:

  • Rogério Marinho (PL): R$ 983,2 mil para R$ 1,984 milhão
  • João Roma (PL): R$ 4,5 milhões para R$ 5,6 milhões
  • Marcelo Álvaro Antônio (PL-MG): R$ 773,1 mil para R$ 1,2 milhão
  • Flavia Arruda (PL): R$ 774,9 mil para R$ 1,04 milhão
  • Marcos Pontes (PL): R$ 1,5 milhão para R$ 1,9 milhão
  • Luiz Henrique Mandetta (União): R$ 643,6 mil (2014) para R$ 748,5 mil
  • Tereza Cristina (PP): R$ 5,2 milhões para R$ 5,7 milhões


Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email