STF inicia julgamento de ação do PDT pelo afastamento de Guedes. Marco Aurélio vota contra

STF deu início ao julgamento da ação impetrada pelo PDT que visa o afastamento do ministro da Economia, Paulo Guedes, até o final das investigações da Operação Greenfield. O relator do caso na Corte, ministro Marco Aurélio, manifestou posição contrária ao afastamento

O ministro da Economia, Paulo Guedes. 7 de outubro de 2020
O ministro da Economia, Paulo Guedes. 7 de outubro de 2020 (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Supremo Tribunal Federal (STF) deu início, nesta sexta-feira (30), ao julgamento da ação impetrada pelo PDT que visa o afastamento do ministro da Economia, Paulo Guedes, até o final das investigações da Operação Greenfield, que apura a suposta participação do responsável pela pasta em fraudes praticadas contra fundos de pensão. O relator do caso na Corte, ministro Marco Aurélio, foi o primeiro a votar e manifestou posição contrária ao afastamento. 

Segundo reportagem do blog do jornalista Fausto Macedo, Marco Aurélio justificou o seu voto  alegando que a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) impetrada pelo PDT não é instrumento jurídico adequado para o caso. 

“A amplitude do objeto da arguição de descumprimento de preceito fundamental não significa admitir seja qualquer ato, ainda que destituído de caráter normativo, passível de submissão direta ao exame do Supremo. A óptica implica desvirtuamento da jurisdição assegurada na Constituição Federal. Tem-se instrumento nobre de controle abstrato de excepcionalidade maior, destinado à preservação de norma nuclear da Carta da República, incabível para dirimir controvérsia atinente a circunstâncias e agentes plenamente individualizáveis”, disse o ministro. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247