Suspeito de fraude contra Lula, Moro vai aos EUA e visita agências de espionagem

Ministro da Justiça, Sérgio Moro, suspeito de manipular processo da Lava Jato contra o ex-presidente Lula; usou as redes sociais para anunciar que irá aos Estados Unidos visitar os “principais órgãos de segurança e inteligência do país”; em março, Moro já havia mantido uma agenda secreta com as agências de inteligência dos EUA

247 - O ministro da Justiça, Sérgio Moro, suspeito de manipular processo da Lava Jato contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quando era juiz federal da 13ª Vara Federal em Curitiba, usou as redes sociais para anunciar que irá aos Estados Unidos visitar os “principais órgãos de segurança e inteligência do país”. 

Visita acontece em meio ao escândalo resultante da troca de mensagens entre Moro e o coordenador da força-tarefa da Lava Jato, procurador Deltan Dallagnol, divulgada pelo site The Intercept Brasil, em que, além do direcionamento de fases da operação, falam sobre a necessidade de articulação com “os americanos” para evitar deixar a Lava Jato “parada” muito tempo. 

Esta não é primeira vez que Moro visita os órgãos de inteligência norte-americanos. Em março, durante uma viagem oficial aos Estados Unidos Moro visitou a sede da CIA, central de espionagem e inteligência do país, em uma agenda que foi mantida sob sigilo (leia no Brasil 247). Também participaram da agenda o presidente Jair Bolsonaro e o deputado Carlos Bolsonaro, filho do presidente. 

Segundo o Twitter do Ministério da Justiça, na atual visita a “delegação do Ministério da Justiça participará de reuniões sobre experiências, resultados e boas práticas na área de operações integradas”. 

Confita o Twitter do Ministério da Justiça sobre o assunto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247