Toffoli concede liminar à Netflix e libera programa do Porta dos Fundos

Exibição havia sido suspensa por decisão de desembargador do Rio de Janeiro nesta quarta. "Não é de se supor que uma sátira humorística tenha o condão de abalar valores da fé cristã, cuja existência retrocede há mais de 2 (dois) mil anos", argumentou o presidente do STF

(Foto: Reprodução / STF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, concedeu liminar à Netflix na noite desta quinta-feira 9 e liberou a exibição do episódio "Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo", produzido pelo Porta dos Fundos.

A exibição do episódio havia sido suspensa por decisão do desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, nesta quarta-feira 8.

"Não se descuida da relevância do respeito à fé cristã (assim como de todas as demais crenças religiosas ou a ausência dela). Não é de se supor, contudo, que uma sátira humorística tenha o condão de abalar valores da fé cristã, cuja existência retrocede há mais de 2 (dois) mil anos, estando insculpida na crença da maioria dos cidadãos brasileiros", argumentou Toffoli na decisão.

Em nota divulgada hoje, o Porta dos Fundos repudiou a censura: "O Porta dos Fundos é contra qualquer ato de censura, violência, ilegalidade, autoritarismo e tudo aquilo que não esperávamos mais ter de repudiar em pleno 2020. Nosso trabalho é fazer humor e, a partir dele, entreter e estimular reflexões. Para quem não valoriza a liberdade de expressão ou tem apreço por valores que não acreditamos, há outras portas que não a nossa. Seguiremos publicando nossos esquetes todas as segundas, quintas e sábados em nossos canais".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247