Trabalhadores da Educação rebatem pronunciamento de Milton Ribeiro: “Não nos trate como idiotas”

Ministro da Educação, que nada fez para ajudar as escolas durante a pandemia, resolveu ir à TV para pregar a volta às aulas; "Se Bolsonaro é o promotor do vírus, ele é o assessor", critica Daniel Cara

Milton Ribeiro
Milton Ribeiro (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O pastor evangélico Milton Ribeiro, que ocupa o Ministério da Educação desde julho de 2020, praticamente não dá entrevistas e nem faz aparições públicas. Nesta terça-feira (21), no entanto, ele decidiu convocar cadeia nacional de rádio e televisão e fez um pronunciamento à nação para pregar a reabertura imediata das escolas – mesmo diante do fato de que o país ainda registra números elevados de contágios e mortes por Covid-19 e de que boa parte da comunidade escolar ainda não foi vacinada.

“Quero neste momento conclamá-los ao retorno às aulas presenciais. O Brasil não pode continuar com as escolas fechadas gerando impacto negativo nestas e nas futuras gerações. A volta é uma necessidade urgente”, disse o ministro, em uma tentativa de pressionar prefeitos e governadores a reabrirem as escolas, uma vez que é prerrogativa de governadores e prefeitos fazê-lo.

À Fórum, o professor Daniel Cara, dirigente da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, afirmou que Milton Ribeiro “foi completamente irresponsável na pandemia” e ainda emendou: “Se Bolsonaro é o promotor do vírus, ele é, no mínimo, o assessor do vírus”.

PUBLICIDADE

Segundo Cara, ao longo da pandemia, estados e municípios não tiveram nenhum tipo de coordenação ou apoio do governo federal. Ele avalia que o pronunciamento de Ribeiro “não vale nada porque a decisão está em estados e municípios e dependem dos indicadores epidemiológicos e da razão científica versus oportunismo eleitoral de alguns gestores públicos, prefeitos e governadores”.

“E assim que vai se dar o processo de volta às aulas, pra ver qual a variável que predomina. Se é a questão epidemiológica ou o oportunismo eleitoral”, analisa.

PUBLICIDADE

O professor classifica o pronunciamento do ministro como “vazio” e que serviu “para aparecer e fazer gesto para a base bolsonarista”.

“Em termos concretos não tem nenhum ator público que dá credibilidade ao Milton Ribeiro. Nem na área da educação e nem em qualquer outra área”, atesta Daniel Cara.

Lei a reportagem completa na Revista Fórum.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email