"Vão aparecer mais coisas", diz Weintraub sobre prisão de Milton Ribeiro

Abraham Weintraub, ex-ministro da Educação do governo jair Bolsonaro, afirmou que novos casos de corrupção devem aparecer mesmo após a prisão de Milton Ribeiro

www.brasil247.com - Abraham Weintraub
Abraham Weintraub (Foto: Marcos Corrêa/PR)


247 - Pré-candidato ao governo de São Paulo, o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub (PMB) afirmou que novos casos de corrupção envolvendo o Ministério da Educação devem aparecer mesmo com a prisão do também ex-ministro Milton Ribeiro e dos pastores Arilton Moura e Gilmar Santos. 

“O Milton Ribeiro saiu e a turma toda ficou. Então, eles continuam atuando. Tem muito mais coisas acontecendo no MEC e em algum momento vai acontecer. Eu vi como é a sanha do pessoal, o pessoal é desesperado”, disse Weintraub à coluna do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo. 

Ainda segundo Weintraub, “a equipe que gerou todo esse caroço continua lá. Os desgastes vão continuar, vão aparecer mais coisas. E, se não aparecer agora, vai aparecer ano que vem. O pessoal está trabalhando, todo dia acorda e vai trabalhar. E gente errada trabalhando faz coisa errada”. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email