XP/Ipespe: com 44%, Lula se mantém à frente de Bolsonaro na disputa pela Presidência

Apesar das manobras eleitoreiras de Bolsonaro, o cenário é de estabilidade, mostra o levantamento telefônico

www.brasil247.com - Lula e Bolsonaro
Lula e Bolsonaro (Foto: Ricardo Stuckert | Ricardo Stuckert)


247 - Levantamento telefônico do Ipespe, contratado pela XP Investimentos, divulgado nesta segunda-feira (25) mostra que o ex-presidente Lula (PT) se mantém na liderança da corrida pela Presidência da República com 44% das intenções de voto. Os números mostram que apesar das manobras eleitoreiras de Jair Bolsonaro (PL), o ex-presidente segue firme como favorito.

>>> Lula cresce na pesquisa BTG/FSB e está muito perto de vencer em primeiro turno

Bolsonaro é o segundo colocado e aparece com 35%. A distância entre os dois primeiros é de 9 pontos, portanto. No levantamento anterior, realizado no início de junho, Lula tinha 45% e Bolsonaro 34%.

grafico

Segundo turno

Na projeção de segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o petista aparece com 53% contra 36% do atual ocupante do Palácio do Planalto. Em comparação com a rodada anterior do levantamento, Lula se manteve estável e Bolsonaro oscilou um ponto para cima.

grafico

O levantamento ouviu 2.000 eleitores por telefone entre 20 e 22 de julho e está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08220/2022. O intervalo de confiança é de 95,45% e a margem de erro de 2,2 pontos percentuais.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email