EUA ultrapassam 2 milhões de infectados por coronavírus

No país, mais de 112 mil pessoas morreram pela doença

Profissionais de saúde se preparam para transferir o corpo de uma pessoa que morreu no Kingsbrook Jewish Medical Center durante o surto da doença por coronavírus (COVID-19), no bairro de Brooklyn, em Nova York, EUA
Profissionais de saúde se preparam para transferir o corpo de uma pessoa que morreu no Kingsbrook Jewish Medical Center durante o surto da doença por coronavírus (COVID-19), no bairro de Brooklyn, em Nova York, EUA (Foto: REUTERS/Brendan McDermid)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os Estados Unidos ultrapassaram na madrugada desta quinta-feira, 11, a marca de 2 milhões de casos confirmados de coronavírus desde o início da pandemia, de acordo com levantamento da Universidade John Hopkins divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo. No país, que é o mais afetado pela pandemia, mais de 112 mil pessoas morreram pela doença.

O Brasil, entretanto, fica na segunda posição e registrou nos primeiros 10 dias de junho mais mortes que os EUA. Projeções matemáticas feitas pela Casa Branca (EUA) indicam que o país sul-americano poderá ultrapassar os Estados Unidos em óbitos no final de junho. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247