CPI deve indicar no relatório final uma série de crimes da Prevent Senior, inclusive homicídio

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou que pedirá ao Judiciário o indiciamento de sócios, dirigentes e funcionários da Prevent Senior por homicídio, além de outros crimes

www.brasil247.com - Remédio do kit covid, senador Renan Calheiros e a Prevent Senior
Remédio do kit covid, senador Renan Calheiros e a Prevent Senior (Foto: Divulgação)


247 - O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou que pedirá ao Judiciário o indiciamento de sócios, dirigentes e funcionários da operadora de saúde Prevent Senior por homicídio, estelionato e falsidade. A operadora ocultou mortes de pacientes com a doença durante estudo para testar a eficácia da hidroxicloroquina, associada à azitromicina, além de ter enviado para cuidados paliativos destinados a pacientes terminais pessoas que tinham possibilidade de recuperação, entre outras ações. 

De acordo com o jornal O Globo, o alinhamento entre a operadora e o governo chegou ao ponto de o diretor-executivo da Prevent, Pedro Batista, participar de uma "live" ao lado de Bolsonaro para fazer propaganda do "kit covid", que tem medicamentos sem eficácia comprovada para o tratamento de pessoas diagnosticadas com a doença. 

Em depoimento à CPI da Covid no último dia 28, a advogada Bruna Morato, representante de ex-médicos da Prevent Senior, afirmou que a empresa fez um "pacto" com o chamado "gabinete paralelo" do Ministério da Saúde que, por sua vez, "estava totalmente alinhado aos interesses do Ministério da Economia".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com Bruna, seus clientes a explicaram que "existe um interesse do Ministério da Economia para que o país não pare. E se nós entrássemos nesse sistema de lockdown, nós teríamos um abalo econômico muito grande. Então existia um plano para que as pessoas pudessem sair às ruas sem medo".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que a Comissão Parlamentar de Inquérito deve pedir o indiciamento de 50 pessoas

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O relator Renan Calheiros já havia dito que a comissão também pedirá o indiciamento de Bolsonaro

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email