Renan diz que irá requerer prisão de Wajngarten caso se confirmem mentiras do ex-secretário

Relator da CPI da Covid, Renan Calheiros afirmou que pode requerer a prisão do ex-chefe da Secom Fabio Wajngarten caso sejam confirmadas as mentiras dele em depoimento na comissão. O emedebista afirmou que irá requerer o áudio da revista Veja, que entrevistou o ex-secretário. "Se mentiu, vou querer a prisão do depoente", disse

www.brasil247.com - Senador Renan Calheiros e o ex-chefe da Secom Fabio Wajngarten
Senador Renan Calheiros e o ex-chefe da Secom Fabio Wajngarten (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)


247 - O relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou que pode requerer a prisão do ex-chefe da Secom Fabio Wajngarten por causa de mentiras ditas por ele em depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito. O emedebista afirmou que irá requerer o áudio da revista Veja, que entrevistou o ex-secretário. "Vou cobrar da revista, que se ele mentiu, que se retrate. Se mentiu, vou querer a prisão do depoente", afirmou o emedebista.

"Vossa senhoria é a primeira pessoa que incrimina o presidente, porque iniciou uma negociação em nome do ministério como secretário de comunicação e se dizendo em nome do presidente", acrescentou Calheiros, que fez referência às negociações do governo com representantes da Pfizer para a aquisição de vacinas. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM) também enviou um recado objetivo ao ex-secretário: "Com todo o respeito que o senhor merece aqui na comissão, se vossa excelência não for objetivo nas suas respostas, nós iremos dispensá-lo desta comissão, pediremos à revista Veja que mande a degravação e o convocaremos de novo, mas já não mais como testemunha e sim como investigado". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email