Renan pede a prisão de Wajngarten por mentir na CPI da Covid

“O que passou aqui não pode servir de precedente. Não vai. Vossa excelência não vai desprestigiar essa CPI”, disse o relator da CPI. “Se depender de mim, eu não vou mandar prender Fabio Wajngarten”, respondeu o presidente, Omar Aziz

Fabio Wajngarten e Renan Calheiros
Fabio Wajngarten e Renan Calheiros (Foto: Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), pediu a prisão do depoente desta quarta-feira (12), o ex-secretário da Secom Fabio Wajngarten, por mentir.

“O que passou aqui não pode servir de precedente. Não vai. Vossa excelência não vai desprestigiar essa CPI”, disse Renan, acrescentando que “mentiu, e mente”.

O caso vai ser deliberado até o final da sessão. Renan apontou mais de uma mentira de Wajngarten durante o depoimento dele, como sobre a realização de campanhas e a declaração à Veja de que o Ministério da Saúde foi “incompetente”.

PUBLICIDADE

'Estado flagrancial'

O senador Fabiano Contarato (REDE-ES) - que também é delegado - pegou a palavra em seguida e afirmou que Wajngarten está mentindo deliberadamente e que se encontra em estado flagrancial.

“Vossa senhoria está sistematicamente faltando com a verdade. Isso é estado flagrancial. Este depoente tem que sair daqui preso”, defendeu. “Eu espero que essa CPI tenha um comportamento de mostrar que não apenas negros e pobres são presos nesse País”, completou, concluindo sua fala.

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) também apontou mentiras de Wajngarten e defendeu que cabia sua prisão.

PUBLICIDADE

Omar Aziz nega

“Se depender de mim, eu não vou mandar prender Fabio Wajngarten”, respondeu o presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-SP), após os pedidos. “Eu não sou carcereiro de ninguém e aqui não é tribunal de julgamento”, acrescentou.

Segundo ele, se os senadores quiserem fazer o pedido individualmente, que façam.

Assista ao momento das falas de Renan e Alessandro Vieira:

PUBLICIDADE

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email